Desfiles da ANK e Ellora Wrinkles focam na Amazônia e na mulher

O primeiro desfile da passarela 2 começou às 19:45 de quinta-feira (3) com a ANK, de Alini Nicolau Cunico, pós graduanda em ecodesign pela Universidade Positivo (UP). A coleção teve como tema “Amazônia” e trouxe a riqueza da região, sua fauna, flora e índios.

As roupas das modelos continham asas de borboleta, folhas e penas. Foram usadas cores fortes como vermelho e azul escuro. Unindo moda e sustentabilidade, o material principal da produção de Cunico foi o couro de peixe, além de coador de café e juta. Às 19:55 teve fim o desfile, com apresentação da estilista e as cinco modelos com seus looks.

Às 20:05 começou o segundo desfile da passarela 2, Ellora Wrinkles. Pertencente à aluna do 3º período de design de moda da UP, Eney Silva, a coleção teve como tema “O vestido que nos faz mulher”.

Nas modelos, scarpin, turbante e formas geométricas, além do uso de cores mais vibrantes, como laranja, verde, azul escuro e vermelho ao lado de tons claros, como o branco. O último look  uma  noiva com direito a véu e buquê de pimentas. Todas as roupas foram produzidas em algodão, ressaltando o natural e contrastando com a lycra, que foi utilizada nas blusas de baixo.

Em entrevista, a estilista disse que usou o esoterismo em sua coleção, unindo elementos da terra com o poder da mulher. Para isso, usou várias fases da vida, desde o nascimento até encontrar o amor.

Camila Cassins, Cássia Maffei (fotos) e Pamela Castilho